Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

 “Não fostes vós que me escolhestes, ao contrário, Eu vos escolhi a vós.” Jo15,16

A Ordenação Presbiteral de Alex de Sousa Nunes aconteceu no dia 25 de novembro, na presença escolápia de Belo Horizonte.

Alex teve seu primeiro contato com os Padres Escolápios e iniciou o processo vocacional na Ordem das Escolas Pias no ano de 2008. Durante o pré-noviciado, realizou experiências marcantes na presença Escolápia de Belo Horizonte, destaque para as atividades de catequese. No ano de 2010, foi enviado à Colômbia, na presença escolápia de Nazaret e, na cidade de Bogotá, realizou seu ano de Noviciado. Realizou ainda um período de experiência na Bolívia. A data da ordenação coincidiu com o encerramento do Ano Jubilar Calasâncio.

A celebração de ordenação, que aconteceu no colégio São Miguel Arcanjo, foi presidida por Dom João Justino, Arcebispo coadjutor da cidade de Montes Claros, e concelebrada pelos religiosos escolápios: Pe. Javier Aguirregabiria, Superior Provincial de Brasil Bolívia, os padres Jésus Enivaldo e Vitorino, da presença de Belo Horizonte, os padres Arilson e Maurício, de Governador Valadares e os padres José Luís e José Carlos, de serra. A Fraternidade Escolápia e as comunidades cristãs das presenças escolápias participaram desse momento especial, juntamente com os pais do Alex, Antônio Marcos e Idalina, e outros familiares. Religiosos de outras congregações, amigos da Família Escolápia, também se fizeram presentes. Foi uma grande festa em honra a Deus pelo itinerário vocacional de Alex e sua resposta positiva ao chamado do Senhor.

Dom João Justino destacou que o ministério presbiteral precisa ser vivido na profunda comunhão com Deus, na escuta da palavra, na escuta e no cuidado do irmão mais necessitado. Pontuou ainda sobre a força da eucaristia na vida de cada um de nós, na comunhão com Cristo que se fez alimento para nós e que ofereceu a sua vida. E, por último, destacou a importância da comunidade na vida dos religiosos.

No final da celebração, o Pe. Alex fez um agradecimento especial a todos aqueles que contribuíram para a sua caminhada vocacional, aos padres escolápios, catequistas e aos seus pais. O ministro ordenado representa o homem da palavra, da vivência e anúncio do evangelho. Aquele que colocou sua vida ao serviço da Palavra de Deus e da construção de um mundo mais justo e humano baseado nos ensinamentos de Jesus.

Reunidos em comunidade de fé, pelo amor que o Pai nos dedicou e pela nossa vocação calasância, pedimos que o “Sim” dos nossos religiosos continue motivando mais seguidores e seguidoras do Evangelho para Educar, Anunciar e Transformar. 

É Calasanz inspirando o coração escolápio a viver intensamente o dom carismático recebido.

Clique e veja mais fotos

 

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

O encontro dos Escolápios com o Santo Padre, o Papa Francisco, aconteceu no quinto dia do Conselho dos Superiores Maiores, 10 de novembro. Todos os membros do Conselho dos Superiores Maiores, os escolápios das Casas Gerais de Roma e a Casa de Formação da Itália, a comunidade da Casa Geral das Madres Escolápias, o Conselho Geral da Fraternidade e os trabalhadores da Cúria Geral, responsáveis ​​pelas várias tarefas da casa, participaram da audiência pontifícia, assim como alguns dos convidados do Conselho.

O clima foi muito familiar, e o Papa apresentou-se particularmente próximo de todos. A audiência começou com algumas palavras de saudação do P. Geral, e então o Santo Padre improvisou seu discurso, dedicando especial atenção ao tema do ano do jubileu: "Educar, anunciar, transformar". Concentrou-se especialmente nos desafios da educação, destacando a importância da educação na vida da sociedade, o desafio de uma educação integral que atende "ao conhecimento, aos valores e aos sentimentos", e convidando a nossa Ordem a trabalhar especialmente para que as crianças e os jovens sempre possam estar abertos à sabedoria dos idosos, para que possam ser "jovens com raízes". Ele terminou a audiência com uma oração à Maria e com a bênção do Papa para todos os participantes e todas as Escolas Pias. No final, o Papa saudou os presentes, que foram apresentado pelo Pe. Geral.

(Texto adaptado de scolopi.org)

 

Fonte: scolopi.org

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

            No dia 15 de outubro, a Igreja do Brasil celebrava Ação de Graças pela canonização dos mártires Padre André de Soveral, Padre Ambrósio Francisco Ferro, Mateus Moreira e Companheiros que derramaram seu sangue em terras brasileiras (Rio Grande do Norte), testemunhando seu amor, fé e fidelidade a Deus. O Papa Francisco declarou Santos os primeiros mártires brasileiros, os padres Andrés de Soveral e Ambrósio Francisco Ferro, o leigo Mateus Moreira e outros 27 companheiros, juntamente com o Padre Escolápio, Faustino Míguez, o Pe. Ângelo da Acri, OFM e as crianças mártires mexicanas de Tlaxcala, Cristóbal, Antônio e Juan.

            No dia seguinte, com a presença de muitos brasileiros, foi celebrada na Basílica de São Pedro, no altar da cátedra, a missa em Ação de Graças pela canonização dos mártires de Cunhaú e Uruaçu. A Eucaristia presidida pelo cardeal Sérgio da Rocha contou com a presença de dom Murilo e dom Leonardo, do cardeal Hummes e dos bispos do Nordeste.

Em sua homilia, dom Sergio expressou “sincera gratidão e o agradecimento da Igreja no Brasil” ao papa Francisco e aos que se empenharam no processo de canonização dos Santos Mártires potiguares. Para o presidente da CNBB, os novos santos do Brasil são intercessores e modelos de como seguir a Cristo. Em sua reflexão, o cardeal ressaltou as atitudes dos mártires de fidelidade a Jesus; do amor à Igreja e da perseverança na Igreja; e da fé no Santíssimo Sacramento, testemunhada através da participação na Eucaristia e na doação da própria vida. O bispo ainda recordou os leigos, que formavam quase que a totalidade dos mártires em Cunhaú e Uruaçu: “O Laicato foi o grão de trigo que se consumiu naquele martírio, juntamente com os sacerdotes. O Laicato continua a ser na Igreja, hoje, o grão de trigo que se consome no dia a dia de nossas comunidades, no serviço pastoral, na evangelização e pelo testemunho cotidiano na família e na sociedade. Os leigos são chamados à santidade e, pela graça de Deus, têm dado testemunho de santidade no passado e no presente da Igreja no Brasil”.

            Também em sua pregação, dom Sérgio destacou três atitudes dos santos mártires que precisamos imitar em nossa ação evangelizadora: a fidelidade a Jesus Cristo, o amor à Igreja e a perseverança na Igreja e a fé no Santíssimo Sacramento, testemunhada através da participação na Eucaristia e na doação da própria vida. Quem segue a Jesus, é chamado a participar da comunidade dos discípulos de Cristo, que é a Igreja. Eles nos ensinam a permanecer sempre na Igreja, a valorizar as nossas comunidades, delas participando nas alegrias e nas dores. Por isso, o testemunho se apresenta, ao mesmo tempo, como testemunho pessoal e comunitário. Foi o que aconteceu em Cunhaú e Uruaçu, onde o martírio assumiu uma especial dimensão comunitária. A comunidade permaneceu unida em oração.  O testemunho comunitário da fé e do amor é ainda mais necessário no mundo de hoje.  

Supliquemos, confiantes, a intercessão dos Santos André de Soveral, Ambrósio Francisco Ferro, Mateus Moreira e seus 27 companheiros mártires, para que a fé em Cristo, o amor à Igreja e a vivência da Eucaristia continuem a ser testemunhadas no Brasil, por palavras e pela vida, em nossos templos, nas famílias e nos diversos ambientes da sociedade.

Texto adaptado de CNBB e Arquidiocese de Natal

Clique e veja as fotos

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Que a canonização do Pe. Faustino nos impulsione a querer viver em autenticidade o nosso seguimento de Jesus.

O 15 de outubro foi um grande dia para toda família Calasância. Nessa data, o Papa Francisco declarou Santo o Padre Escolápio, Faustino Míguez, juntamente com a canonização dos primeiros mártires brasileiros, os padres Andrés de Soveral e Ambrósio Francisco Ferro, o leigo Mateus Moreira e outros 27 companheiros, o Pe. Ângelo da Acri, OFM e as crianças mártires mexicanas de Tlaxcala, Cristóbal, Antônio e Juan.

A Eucaristia presidida por Sua Santidade, o Papa Francisco, foi concelebrada pela causa do Pe. Faustino, pelos bispos das dioceses em que o Instituto está presente e que estão ligados à família Calasância; pelo Pe. Pedro Aguado, Padre Geral da Escola Pia, Pe. Andrés Valência, Postulador da causa; mais de setenta escolápios de todo o mundo e outros sacerdotes relacionados às nossas comunidades.

A comissão diplomática que participou da Eucaristia foi formada pelo Embaixador da Espanha junto da Santa Sé; os prefeitos de Celanova e Ourense; o delegado de Ourense, bem como, um representante do governo da Comunidade de Madri.

Um dos momentos mais emocionantes da celebração para quase dois mil peregrinos calasâncios foi a leitura do Breve Pontifício por meio do qual o Papa inscreve oficialmente no Catálogo dos Santos o Pe. Faustino: "Em homenagem à Santíssima Trindade, para exaltar a fé católica e o crescimento da vida cristã, com a autoridade de nosso Senhor Jesus Cristo, os Santos Apóstolos Pedro e Paulo e a Virgem, depois de ter refletido longamente, invocando, muitas vezes, a ajuda divina e ouvindo o parecer de inúmeros irmãos no Episcopado, declaramos e definimos Santos os Beatos Faustino Míguez (...) e os inscrevemos no catálogo dos Santos, e estabelecemos que, em toda a Igreja, sejam devidamente honrados entre eles. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo."

Com a benção final, os peregrinos da Praça de São Pedro explodiram, exultando de alegria, em aplausos e cantos. Agora podemos dizer: SÃO FAUSTINO MÍGUEZ, ROGAI POR NÓS!

Texto adaptado de: Instituto Calasancio

Clique e veja as fotos.

Escolápios Brasil
Rua Armindo Batista Pereira, 13 - Fernão Dias
Belo Horizonte/MG - Brasil - CEP: 31910-400
secretariaprovincial@escolapios.org.br
55 (31) 3317-7426

Siga-nos nas redes sociais

Pesquisar