Notícias

Santo Padre:

Apresentamo-nos diante de Sua Santidade com profunda alegria e gratidão. Como Padre Geral da Ordem das Escolas Pias, agradeço sua gentileza ao nos receber em audiência e dedicar um pouco do seu tempo.

Santo Padre, quero apresentar-lhe este simples grupo escolápio. Aqui está a Congregação Geral da Ordem, todos os Superiores Maiores das várias Províncias e os delegados do Padre Geral. Ou seja, os religiosos que assumem o serviço de acompanhamento da Vida e Missão da Ordem, tentando fazê-lo em fidelidade à Igreja e ao nosso Santo Fundador, São José de Calasanz.

Mas, queremos apresentar-lhe outras pessoas que são muito importantes na vida de nossas Escolas Pias. Os membros das duas casas generalícias de Roma, que fazem variados serviços à Ordem; a Comunidade Geral da Congregação das Madres Escolápias, fundada por Santa Paula Montal, com a Madre Geral, Divina García; a Casa de Formação da Província Italiana; o Conselho Geral da Fraternidade Escolápia, que reúne mais de mil pessoas, leigos e religiosos, que compartilham o carisma de Calasanz, e também as pessoas que, com seu trabalho diário, tornam a nossa vida possível em nossa Casa Geral (cozinha, limpeza, gestão, manutenção, secretaria, arquivo, biblioteca, porteiro ...). Todos os trabalhos são importantes, e todos contribuem para a missão Calasância. É por isso que queríamos que nos acompanhassem e também recebessem a bênção de Sua Santidade. Com carinho especial, apresento-lhe dois jovens escolápios. Um deles, italiano, em breve irá fazer sua profissão solene e receberá o diaconato (Tommaso), e o outro será ordenado sacerdote em algumas semanas (Abilash). Peço-lhe uma bênção especial aos dois, Santo Padre.

Como Família Calasância, desejamos agradecer os ensinamentos de Sua Santidade, que tanto animam e orientam a vida consagrada. De forma especial, queremos agradecer ao dom do Ano Jubilar Calasâncio que nos foi concedido pela Sua Santidade, para comemorar o 400º aniversário da fundação da Ordem (em 1617) e do 250º Aniversário da canonização de São José de Calasanz. E, de forma mais especial, queremos agradecer por todas as mensagens profundamente evangélicas que propõe aos jovens e toda a sua preocupação com as crianças. Calasanz deu sua vida por eles, e nós nos sentimos absolutamente comprometidos a fazer o mesmo. As palavras de Sua Santidade enviam-nos para a Missão.

Fomos particularmente abençoados pela recente canonização de St. Faustino Míguez, Escolápio, fundador das Filhas da Divina Pastora. Foi um presente extraordinário para a nossa Família Calasância.

Queremos dizer-lhe, Santo Padre, que o convite que você nos fez, na sua Mensagem por ocasião do Ano Jubilar, para viver um "novo Pentecostes dos Escolápios" penetrou profundamente nas Escolas Pias e está sendo o fio orientador do Conselho dos Superiores Maiores que estamos celebrando. Pedimos sua oração e bênção para poder viver esse Pentecostes que, como o primeiro, nos pede comunhão, centralidade do Senhor em nossas vidas, acolhida ao Espírito e coragem na missão.

Rezamos todos os dias por Sua Santidade, pedindo ao Senhor para sustentá-lo e fortalecê-lo na missão que o confiou. Muito obrigado, Santo Padre.

Fonte: scolopi.org/Palavras do Padre Geral

No sábado, 11/11, aconteceu a 1ª Ação Solidária do Centro Social – Itaka Sera, um novo formato da tradicional Festa da Primavera. Realizada pelas Comunidades Paroquiais, com apoio do Centro Social e Fraternidade Escolápia, teve o objetivo de ofertar às famílias atendidas, acesso a alguns serviços e oportunizar o aprendizado e produção de artesanato para geração de renda. Foram disponibilizados atendimentos de corte de cabelo, aplicação de flúor, massagem e maquiagem, além de oficinas de artesanato, culinária, esporte e lazer. Para animar o evento, contamos com a participação musical da Banda JD2 e de nossas crianças e adolescentes, que apresentaram coral, balé, capoeira e break dance.
As famílias dos educandos aproveitaram a oportunidade, especialmente nas oficinas de artesanato, conforme relatou a mãe de uma criança: “Foi tudo muito lindo. Eu estava em casa triste e, quando cheguei aqui, me senti contagiada pelas oficinas e apresentações das crianças. Ainda aprendi a fazer peso de porta e tapete de pompom que vou usar para aumentar minha renda. Podia ter todo mês uma assim”. Os voluntários e oficineiros aprovaram a ação e a oportunidade de compartilhar conhecimento, conforme relatou Brisa Moreira (oficineira e mãe de educando do Centro): “É muito bom poder partilhar um pouco do nosso conhecimento e ajudar as pessoas”.
O destaque da Ação Solidária foram nossas crianças e adolescentes, que além de ser a maior motivação do evento, realizaram uma rifa, sorteada no evento, em favor da Missão Escolápia em Kamda.

A palavra “sarau” origina-se do latim “seranus” que significa serão, ou seja, atividade que é realizada durante à noite. Os saraus se caracterizam como eventos musicais ou literários que aconteciam em casas particulares de pessoas que se reuniam com o intuito de promover a integração social e cultural de um determinado grupo. Na Idade Média, os saraus eram os momentos em que se apresentavam cantores e trovadores. Imortalizados no século XVIII, os saraus tornaram-se espaços de encontros e exposição social, para além de ambientes de debates e de conhecimento das ideias abolicionistas e libertárias dos artistas.
Hoje o sarau faz parte da manifestação cultural e artística dos artistas de todas as idades e avança para o universo escolar. Os alunos dos 5º anos A e B mostraram toda a sensibilidade e profundidade das poesias de Vinícius de Moraes, Mário Quintana, Cecília Meireles, José Saramago e vários outros expoentes da poesia e .... Fizeram um lindo Sarau!
Aos nossos pequenos artistas desejamos que continuem trilhando este caminho de arte, emoção, prosas e versos.

Clique e veja mais fotos

 

Durante o mês de novembro, as crianças do Movimento Calasanz, que estão na etapa Emaús II, irão receber o sacramento da Eucaristia pela primeira vez. Nas comunidades, São Benedito e São Judas Tadeu, as celebrações já foram realizadas, com muita alegria e festas, pelas famílias e toda a comunidade. Já, na comunidade Santa Maria Goretti a celebração acontecerá no dia 18 de novembro e no dia 19 de novembro será a vez da comunidade Nossa Senhora do Rosário. No Colégio São Miguel, as crianças da etapa Emaús também vivenciaram esse momento especial.
A Celebração Eucarística é propriamente o memorial da Páscoa de Jesus!

Clique e veja mais fotos

No dia 09 de novembro, o Conselho Geral da Fraternidade Escolápia reuniu-se com os Superiores Maiores da Ordem das Escolas Pias, apresentando um breve relato dos avanços da fraternidade, em especial, sobre a participação adulta na vida cristã com, para, desde as Escolas Pias. Compartilhando a vida, a espiritualidade, a missão, recriando a Escola Pia e a Igreja, aportando experiências, modelo de presença escolápia e uma profecia em chave de presença.
Contou ainda com três testemunhos de Ilhoma (leiga da fraternidade da Polônia) e os Provinciais padre Emanuel do México, padre Juan Carlos de Nazareth e padre Mariano de Emaús. Na sexta-feira, 10 de novembro, a Fraternidade Escolápia junto aos superiores maiores da Ordem Escolapia puderam desfrutar de um momento muito rico junto ao Papa Francisco. Padre Pedro Aguado discursou sobre as comemorações dos 400 anos de fundação da Escola Pia, falou quem eram os participantes ali presentes, desde os superiores aos cuidadores da Casa Geral, como sendo uma grande família Escolápia que cuida do sonho de Calasanz em destaque no lema do ano jubilar: Educar, evangelizar e transformar. Assim finalizou a fala. Em seguida, o papa Francisco começou o discurso dizendo da beleza ali presente que era uma grande e bonita família. Que o padre Pedro falava de educar, evangelizar e transformar. Mas ele iria falar do verbo educar. Que para ele, é o mais importante e que está precisando de maiores cuidados. Que a educação hoje precisa de uma integração da família com os professores, escola. Falou que sabe que, infelizmente, há uma diferença de salário dos professores de um lugar para outro, que os professores têm dupla jornada, chegam em casa e precisam preparar o plano de aula. Mas que isso não pode ser motivo para não dedicar-se a uma educação de qualidade. Principalmente hoje, frente aos muitos desafios que o mundo moderno nos oferece, como as mídias. Falou do trabalho com os jovens que precisa ter raiz, e que isso está se perdendo com a modernidade. Os jovens precisam viver em movimento, ter histórias, troca de experiência, precisa ter contato e ouvir os avós. Não se constrói jovens sem experiências passadas. Finalizou dizendo que a verdadeira educação é aquela que chega ao mundo das ideias (pensar, conhecimento), passa pelo coração (sentir) e vai para as mãos (fazer). Quem conhece sente, faz. Quem sente, conhece, faz.

Escolápios Brasil
Rua Armindo Batista Pereira, 13 - Fernão Dias
Belo Horizonte/MG - Brasil - CEP: 31910-400
secretariaprovincial@escolapios.org.br
55 (31) 3317-7426

Siga-nos nas redes sociais

Pesquisar