São José de Calasanz

Caminho da Piedade - 250 anos do Santuário Nossa Senhora da Piedade

Caminho da Piedade - 250 anos do Santuário Nossa Senhora da Piedade

Com o objetivo de comemorar os 250 anos do Santuário Nossa Senhora da Piedade, localizado em Minas Gerais, a arquidiocese de Belo Horizonte, em parceria com o Secretariado Arquidiocesano da Juventude (SAJ), criou o “Caminho da Piedade”.

O projeto, que contará com uma programação especial a partir deste ano, é destinado à juventude católica e promete contribuir com a vivência e o amadurecimento da fé.

Neste sentido, o Secretariado Arquidiocesano da Juventude convida os jovens para participarem de uma reunião a fim de partilharem ideias e avaliarem o projeto, no dia 13 de fevereiro, na Igreja São José, no Centro de Belo Horizonte, às 8h30. 

O SAJ pede que cada grupo (de crisma, de pastoral universitária, novas comunidades, entre outros que se dedicam à juventude) encaminhe dois representantes. A coordenação do SAJ também enviou carta aos sacerdotes, pedindo para que esse convite seja retransmitido durante as missas.

“Próximo da Piedade”

Desenvolvido pelo professor da PUC Minas, Sandro Laudares, e alunos da univerdade, o aplicativo “Próximo da Piedade” ajuda os peregrinos de diversas regiões a chegar ao Santuário da Padroeira de Minas Gerais, disponibilizando mapas interativos. Também reúne informações sobre o “Caminho da Piedade” e itinerário a ser seguido.

Quem baixar o aplicativo “Próximo da Piedade” poderá receber informações sobre o Santuário Nossa Senhora da Piedade e, durante as peregrinações, a partir de um pequeno código (QR Code) que já está em cada um dos diversos ambientes que integram o território sagrado, obter descrições detalhadas sobre todos os espaços da Casa da Padroeira de Minas. 

Por enquanto, o aplicativo está disponível somente para celulares com o sistema operacional Android. Em breve, será desenvolvida a versão para smartphones com o sistema operacional IOS.

Clique aqui e baixe o aplicativo.

Saiba mais em Arquidiocese de BH

 

Fonte: CNBB - Conferência Nacional dos Bispos do Brasil
Com informações do regional Leste 2